Nem deu tempo de descobrir o que você gosta e o mundo já quer te jogar nas garras do mercado. Mais que isso: você precisa tornar sua vocação uma fonte de renda. Calma! Nenhum trabalho é insignificante. A questão é: o que ele significa para você?

IMG_9699 editada
Natália conta com a rotina do escritório para poder programar a vida fora dele.

Texto: Vanessa Ribeiro
Foto: Lucas Albin e Harrison Kobalski

TIC-TAC

Para a maioria das pessoas, essa é uma fase crítica. A escola terminou, os pais pedem ajuda para pagar as contas, você precisa de grana para pagar seus rolês, alguns amigos decidiram cursas faculdade. Aí vem as dúvidas: com o que trabalhar? Por onde começar? Tem que ser pra toda a vida? Em primeiro lugar, esqueça as fórmulas. O trabalho ideal é aquele que faz sentido para você.

Passar o dia no escritório, por exemplo, pode parecer um saco.  Não para Natália Barbosa, 20 anos, moradora da zona sul de São Paulo. Assistente financeira, ela simplesmente não consegue imaginar sua vida sem rotina. No último semestre, acordava todos os dias no mesmo horário, pegava o ônibus e batia o ponto às 8h15 da manhã. Fazia as tarefas rotineiras na empresa onde estava empregada e voltava para casa às exatas 18h.

Agora, Natália está em período de transição, buscando um novo trabalho. Mas uma coisa é certa: procura algo que ajude a ordenar o seu cotidiano. “A rotina é importante pela organização, para fazer as coisas com eficiência e qualidade”, afirma. Assim, ela acha que fica mais fácil de planejar, também, a vida pessoal: namorar, ir ao cinema, ficar com a família… E não é que os números sejam sua vocação desde pequena.

Na verdade, ela tem um supertalento como fotógrafa, mas não seguiu na profissão por temer a instabilidade financeira. Optou por estudar gestão financeira e não se arrepende disso. “No começo, fiquei meio perdida, mas logo me encontrei e me senti muito bem em achar minha profissão”, diz.

Natália começou a trabalhar aos 17 anos. Um pouco da grana que recebia ajudava a família e o resto ficava para ela. Hoje o trabalho representa muito mais que ganhar dinheiro: “Significa a pessoa que me tornei e as coisas que tenho, tanto materiais quanto em experiência”. Por meio do trabalho, ela deseja alcançar algumas metas que estabeleceu: crescer na carreira, casar, ter filhos e uma casa com cachorro. “Quero muito”, confessa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s