Por Ludmila Honorato, do Jardim da Conquista, para o Prato Firmeza: O Guia Gastronômico da Quebrada

Feijão-de-corda, carne seca e muito coentro. Consegue ter uma ideia de que comida estou falando? Sim, comida nordestina, e das boas. Foi na maior avenida de São Paulo, a Sapopemba*, mais precisamente na Vila Ester, que descobri um Baião de Dois pra lá de temperado. Vi o atual Restaurante e Choperia Sabor da Vila nascer com outro nome, em 2011, mas só depois de quatro anos e da indicação de uma prima foi que visitei o local e aprovei o prato.

Para quem não conhece, o Baião de Dois se parece com um daqueles mexidos que você faz em casa nos dias de preguiça. Mas é muito melhor do que isso. O arroz e o feijão-de-corda cozidos no ponto certo, com grãos duros e soltos, recebem uma quantidade significativa de carne seca e queijo coalho. O coentro não pode faltar. É muito utilizado no Nordeste e a cozinheira foi bem generosa na hora de colocar – o que não foi um problema para mim que sou acostumada com a culinária.

Apesar de vir queijo em cada colherada, o sabor passa desapercebido em meio à carne seca carregada no sal. A cebola não fica atrás e é bem notada. Para quem é moderado, meu prato individual (R$21) até serviria mais uma pessoa. Mas dependendo da fome e do número de amigos na mesa, tem a opção para duas pessoas (R$38,90). Um pedaço de bife – que estava bem passado – acompanha o prato e, para amenizar os sabores, pedi um suco natural refrescante de laranja com morango (R$5,50).

O restaurante está em fase de transformação e adaptação: tem nova gestão, novo nome (antigamente era Monte Santo) e estão elaborando um novo cardápio, mas a comida nordestina tende a permanecer. A cozinheira Amanda tinha um bar, mas pouco se arriscava na cozinha. Hoje ela está se descobrindo nas panelas, no fogão e com os ingredientes, sempre pensando em novos e diferentes temperos para dar um sabor especial e característico à comida.

Cristiano, ou apenas Cris, é o gerente da casa, mas faz de tudo um pouco e ama cozinhar. Foi ele que me recebeu na entrada, conduziu até a mesa, anotou o pedido, trouxe a comida e de vez em quando passava pra saber se estava tudo certo. No dia, uma quarta-feira à noite fria, o espaço com decoração rústica e detalhes tipicamente nordestinos estava vazio, bem diferente de uma sexta, sábado ou domingo quando tem música ao vivo.

*A Avenida Sapopemba tem 45 quilômetros de extensão e é considerada a maior da cidade de São Paulo. Tem início em um trecho da Avenida Salim Farah Maluf, na Água Rasa, e vai longe até Ribeirão Pires. Absurdamente, a numeração dela passa pouco dos 75.000.

Endereço: Avenida Sapopemba, 15.461 – Vila Ester

Funcionamento: Seg. 9h às 16h, Ter. a Sáb. das 9h às 11h e das 16h às 23h, Dom. das 16h às 23h

Telefone: (11) 2018-2210

Bom para: ir com família e amigos

Estacionamento: Sim

Acessibilidade: Sim

Forma de pagamento: dinheiro, cartão e vale-refeição

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s