por Lucas Alves

O jovem sabe cada vez melhor como fazer política. Nos sentimos livres para postar nossas opiniões na internet, debater com os amigos, criticar políticos, ir para as ruas para reivindicar direitos e até entrar para coletivos em favor de uma causa. No entanto, são poucos os que tentam levar essa participação para o lado institucional, lançando uma candidatura para ocupar um cargo político. Nesse caso, os jovens enfrentam um caminho difícil, marcado pela baixa representatividade, falta de apoio do partido e dificuldade em levantar dinheiro para a campanha.

Não é à toa que só 5,5% dos candidatos a vereador na cidade de São Paulo tem até 30 anos. Na Câmara Municipal da maior cidade do Brasil, a média de idade entre os parlamentares é de 56 anos. “A participação política é difícil na sociedade”, comenta o professor da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP), Ocimar Munhoz. “Quando a juventude começa a fazer um movimento mais organizado ela é ‘acusada’ de fazer política, como se fosse algo que só se faz de 4 em 4 anos”.  

Mas os jovens políticos de hoje estão tentando mudar essa realidade. O número de candidatos até 30 anos para vereador em SP triplicou entre 2008 e 2012. Nessa eleição, são 66 candidatos a vereador em São Paulo com idade entre 18 e 30 anos e perfis totalmente diferentes. Pobres e ricos, de esquerda e direita, todos em busca de uma vaga para se tornar representante da população. Conversamos com seis deles para compreender qual é o cenário dessa parcela da sociedade na política atualmente.

E como será que esses jovens estão se adequando às novas regras de financiamento de campanha? Quem pode doar? Como arrecadar grana para fazer acontecer a candidatura? Veja aqui:

De quebra, fizemos um quiz com perguntas sobre educação, mobilidade e tributação para ver se os jovens políticos estão por dentro dos temas da cidade que pretendem governar. Confira no vídeo:

Em dados

Os candidatos a vereador com 18 a 30 anos representam apenas 5,5% do total dos candidatos. E não tem nenhum representante dessa faixa etária na Câmara Municipal hoje.

1

 

2

 

Já os eleitores de 18 a 29 anos representam 29% do total dos eleitores.

3

 

O número de candidatos jovens triplicou de 2008 para 2012, pouco tempo antes das manifestações de Junho de 2013.

4.png

 

5

A predominância de brancos é maior entre os jovens do que na média geral de candidatos (os dados sobre cor de candidatos só estão discriminados a partir de 2014).

6

8

 

Há mais igualdade de gênero nos candidatos jovens a vereador do que na média geral de candidatos e do que na atual composição da Câmara Municipal de São Paulo.

9

10

11

 

As eleições passadas tiveram situações muito distintas. Em 2008, só 10% dos candidatos jovens eram mulheres. Já em 2012, as mulheres foram maioria. Alguns partidos possuem cotas para mulheres, como PT, PSOL e PMB.

12

13

 

Embora o PSOL seja o partido com mais candidatos a vereador jovens, a legenda tem apenas um vereador na Câmara, Toninho Vespoli, 50 anos, por conta do quociente eleitoral. O partido com mais parlamentares é o PT.

14

15

 

O PMDB é o partido com mais candidatos a vereador no Brasil.

16

 apoio Fundação Arymax

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s