O Brasil caiu três posições no Ranking Mundial da Liberdade de Imprensa e está no 105º lugar, em uma lista que analisa 180 países. Segundo a organização Repórteres Sem Fronteiras, que realizou o levantamento publicado em 18/04, o assassinato de 4 jornalistas, ano passado, pelo exercício da profissão e a eleição de Bolsonaro, com uma campanha de desinformações e ataques à imprensa, foram fatores decisivos para a pior colocação do país desde 2014.

O assunto também voltou ao debate quando o STF determinou que dois sites retirassem do ar reportagem e notas que relacionavam o presidente da corte, Dias Toffoli, à Odebrecht, por uma suposta difusão de fake news.

Nesse contexto, qual a importância da liberdade de imprensa na manutenção da democracia? Qual a influência da internet na garantia desse direito? E de que forma a perda de credibilidade no jornalismo abre precedentes para o aumento da difusão de informações falsas?

Na 4ª edição do Redação Aberta, recebemos a especialista norte-americana Jane Kirtley, da Faculdade de Jornalismo da University of Minnesota e diretora-executiva por 14 anos do The Reporters Committee for Freedom of the Press. Além dela, também estarão o jornalista Vagner Alencar, da Agência Mural de Jornalismo das Periferias, e a jornalista Nina Weingrill, da Énois, para discutir sobre Liberdade de Imprensa na Era Digital.

Este evento contou com o apoio do Consulado dos EUA e com comes e bebes do Café Colombiano.

Áudio

Cobertura

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s