O verbo ser no singular transforma o pronome “nós” em um substantivo, que encerra as ideias de pertencimento, força e permanência de uma só vez. “Nóis” é um grupo, um tempo e uma potência. A antecipação do verbo ao substantivo, “é nóis”, ao invés de “nóis é”, dá a noção perfeita de suficiência. Não é preciso ser alguma coisa, porque “é nóis” já é tudo.

Noemi Jaffe