Diversidade nas Redações seleciona redações do Norte e Centro Oeste em nova edição do programa

As inscrições estão abertas de 10 a 26 de junho, para participação em percurso de fortalecimento financeiro das organizações locais e cobertura de eleições 

O Diversidade nas Redações é um programa que apoia veículos de comunicação locais a desenvolverem seus negócios e estratégia e está com inscrições abertas (neste link) para a próxima edição, que começa em julho de 2022. A Énois selecionará 10 redações das regiões Norte e Centro-Oeste para receber apoio financeiro (R$ 6.000) e um percurso formativo de três meses para desenvolver um projeto voltado ao financiamento das organizações, com base nos valores da diversidade, representatividade, inclusão, engajamento e distribuição com as comunidades. 

Além disso, o programa vai fortalecer a cobertura das eleições 2022 com o pagamento de R$ 8.000 para a contratação de repórteres locais. 

As inscrições vão de 10 a 26 de junho de 2022.

Para participar do Diversidade nas Redações, as redações têm de atender aos seguintes pré-requisitos:

  • Estar nas regiões Norte ou Centro Oeste
  • Cobrir pautas locais;
  • Atuar jornalisticamente, no mínimo, há 2 anos;
  • Ter CNPJ ou MEI;
  • Ter regularidade de publicações (diárias, semanais, quinzenais…);
  • Ter representatividade na redação, com chefia e equipe diversa;
  • Ter uma equipe fixa de pelo menos 2 pessoas;
  • Fazer cobertura das eleições 2022

A primeira edição do Diversidade nas Redações foi realizada entre outubro de 2020 e outubro de 2021 pela Énois, com apoio do Google News Initiative. A segunda edição, que acontecerá entre julho e novembro de 2022, terá o patrocínio da Embaixada e Consulado dos Estados Unidos no Brasil e do ICS (Instituto Clima e Sociedade) e contemplará, exclusivamente, redações da região Norte e Centro-Oeste. 

As formações voltadas à sustentabilidade financeira serão realizadas nos três primeiros meses de programa, e tratarão de definição de negócio e planejamento estratégico; organização da área financeira e previsão de captação; desenvolvimento de novas fontes de receita; e desenho organizacional e gestão de equipe. Além disso, o Diversidade nas Redações terá formações voltadas à cobertura das eleições a partir dos territórios e das necessidades das comunidades e fará articulação da produção e distribuição das reportagens produzidas. 

“O objetivo do programa é apoiar o fortalecimento das redações focando na busca de formas de se financiarem para que possam prestar serviço aos seus territórios e comunidades. Assim, a diversidade vira o pilar que ancora a missão e também uma prática de gestão e produção jornalística”, diz Simone Cunha, diretora de sustentabilidade da Énois.

A região Norte e Centro-Oeste tem 3.047 empresas jornalísticas, segundo dados de janeiro de 2022 do Atlas da Notícia, o que representa 22% do total de instituições jornalísticas no Brasil. “Fortalecer empresas jornalísticas em uma região com 70% de desertos de notícias, como é o caso do Norte do Brasil, é essencial para a produção de pautas locais. Parcerias e investimentos no ecossistema de notícias locais impactam diretamente no desenvolvimento, na fiscalização e na execução de políticas públicas. O Diversidade nas Redações é uma excelente oportunidade para as redações que estão em busca de novos modelos de negócios e dispostas a inovar”, afirma a coordenadora do Diversidade nas Redações, Angela Werdemberg.

Contatos:

  • Angela Werdemberg, coordenadora do Diversidade nas Redações ([email protected] – 67 99985 5252).
Redimensionamento da fonte
Contraste