Énois lança guia para cobrir a primeira infância e adolescência

Oi, boa tarde! Como vai?

Aqui quem fala é Alice de Souza, coordenadora de sistematização da Énois. Estou entrando em contato para falar sobre o próximo Redação Aberta, nosso encontro mensal gratuito para falar de jornalismo. Desta vez, o tema será “Como e por que cobrir políticas públicas para a primeira infância”. Durante o evento, que acontece no dia 03/08, das 10h às 11h30, por Zoom, faremos o lançamento do Manual Jornalismo & Território – Como cobrir questões da primeira infância e adolescência.

Conto mais aqui!

Embora o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) tenha mais de trinta anos, a ausência de dados e a perpetuação de estereótipos ainda compromete a cobertura jornalística sobre o tema. Desta percepção e das experiências de formação para jovens jornalistas e comunicadores locais e da quebrada, nas cinco regiões do Brasil, nasceu o Manual Jornalismo & Território – Como cobrir questões da primeira infância e adolescência. O guia, a primeira edição do Manual Jornalismo & Território da Énois, estará disponível em versão online no nosso site, no dia do Redação Aberta.

Um material didático para quem quer saber mais sobre seu território, sobre como noticiar a partir de suas vivências, o manual mostra como aprofundar a cobertura da primeira infância e adolescência – e como políticas públicas dentro desse tema impactam a sociedade, as periferias e as múltiplas infâncias nos territórios brasileiros. Traz conteúdo teórico e material de apoio prático sobre noções básicas de jornalismo, lei de acesso à informação, jornalismo de dados, legislação de defesa da criança e dos adolescentes, além de erros e acertos na cobertura jornalística.

A ideia surgiu durante uma tarefa que parecia simples, saber quantas crianças haviam sido atendidas pelos Conselhos Tutelares na cidade de São Paulo e a tipificação desses atendimentos, mas que se tornou uma apuração de mais de um ano. Da experiência, surgiu o questionamento: como comunicadoras, comunicadores ou iniciativas de comunicação nas quebradas, favelas, comunidades indígenas, quilombolas e em municípios afastados atuam ou podem atuar de forma direcionada à pauta da primeira infância e adolescência?

A resposta está no manual, fruto de conexões, aprendizados e trocas entre os participantes das formações do programa da Énois Jornalismo & Território, realizadas entre 2020 e 2021, com edições nas capitais de São Paulo, Rio de Janeiro, e estados das regiões Norte, Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste. O programa mapeou 114 veículos, coletivos e iniciativas de comunicação locais, distribuídas em 18 estados, oferecendo aos comunicadores 30 horas de formação, divididas em 10 encontros.

Além do treinamento, também distribuiu 25 bolsas de reportagem no valor de R$ 1 mil. As reportagens resultantes dos aprendizados do Jornalismo & Território estão disponíveis no site da Énois. O Manual Jornalismo & Território – Como cobrir questões da primeira infância e adolescência tem o apoio da Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, da Repórter Sem Fronteiras e da Porticus.

Para o lançamento, durante o Redação Aberta, convidamos Bruna MC, slammer de 12 anos, nascida em Salvador (BA), uma das ganhadoras do Slam Ecos de Durban, organizado pela ONU e UNICEF; Florentino Leônidas, sanitarista graduado pela UnB e especialista em Políticas Públicas pelo INSPER, que foi assessor de Monitoramento em Primeira Infância do PNUD; e Luciana Abade, coordenadora de Comunicação da Andi – Comunicação e Direitos.

Serviço

Redação Aberta | Como e por que cobrir políticas públicas para a primeira infância

Com Bruna MC, slammer de 12 anos, nascida em Salvador (BA), uma das ganhadoras do Slam Ecos de Durban, organizado pela ONU e UNICEF; Florentino Leônidas, sanitarista graduado pela UnB e especialista em Políticas Públicas pelo INSPER, que foi assessor de Monitoramento em Primeira Infância do PNUD; e Luciana Abade, coordenadora de Comunicação da Andi – Comunicação e Direitos.

 Data: 03/08, das 10h às 11h30, via Zoom

Para participar basta se inscrever pelo link: bit.ly/redacao24

O Redação Aberta é uma parceria da Énois com o City Bureau. Acesse os conteúdos das edições anteriores clicando aqui. Doe para a Énois e ajude a gente a continuar impulsionando a diversidade no jornalismo: benfeitoria.com/enois

Skip to content